quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Questões sobre as 1000 Milhas Históricas - Parte I


Há alguns questionamentos sobre o Rallye 1000 Milhas Históricas Brasileiras, que esclarecemos neste post:

Qual o prazo das inscrições e o seu valor?De 1/2/11 a 20/05/11 na Secretaria do MG Club do Brasil – R$ 1.500,00 por carro. O sócio do MG Club do Brasil poderá dividir esse pagamento em 3 parcelas iguais, mensais e sucessivas (fevereiro/março/abril).






Quantos dias de prova?
Na verdade são 5 dias (de primeiro a cinco de junho) – o primeiro dia servirá de vistoria técnica em parque fechado. Prova do segundo ao quinto dia. No quarto dia haverá prova diurna e noturna.


Como será a cronometragem?
Toda a prova será controlada por um GPS instalado no veículo antes da primeira largada. Podem ser instalados 2 ou 3 GPS, sendo que o segundo e/ou o terceiro servirá ou servirão de cópia do primeiro. Estes instrumentos conterão todas as indicações dispostas no Livro de Bordo, inclusive as Zonas de Controle, mas os competidores, não terão acesso a esses dados via esses instrumentos. Assim ficam eliminados os PCs fixos ou móveis em locais escondidos. prevalecendo, apenas, PCs virtuais.

Sob quais regras será realizado o rallye?
Terá um Regulamento específico, com regras FIA (Standard Supplementary Regulations for Historic Regularity Rallies), tendo como regras adicionais e interpretativas, o Regulamento Desportivo do MG Club do Brasil e no que for conflitante, prevalecerão as normas da FIVA (Events Code/Codigo de Manifestaciones 2005), ou na omissão destes todos, aplica-se o Anexo K-FIA (FIA International Sporting Code).

Qual a idade dos carros a serem admitidos?
São divididos em 5 Categorias: Fabricados de 01.01.1919 a 31.12.1930; de 01.01.1931 a 31. 12.1945; de 01.01.1946 a 31.12.1960; de 01.01.1961 a 31.12.1970 e de 01.01.1971 a 31.12.1980. Subdivididos nas seguintes Classes: Classe 1 – Cilindrada até 1300cc (média baixa); Classe 2 – Cilindrada de 1301cc até 2000cc (média alta) e Classe 3 – Cilindrada superior a 2000cc (média alta). Só serão admitidos os veículos originais fabricados até 31 de Dezembro de 1980, que estejam devidamente emplacados (com licença válida – preferivelmente com placa preta ou licença de colecionador), com passaporte FIVA (FIVA Identiy Card). Como forma adicional e comprobatória do estado do veículo, pode ser apresentado o FIA Historic Regularity Car Pass (Passaport). A documentação FIVA ou FIA, deve ser apresentada na sua forma original, no dia da verificação técnica.

Haverá uma verificação técnica?
Para serem aceitos como participantes do rallye, os veículos têm que passar por uma verificação técnica e documental. Tais veículos devem ser originais descritos como Tipo A (standard de série), Tipos B e D (com ou sem modificação comprovada de época), todos inclusos nos Grupos 1, 2 e 3 do CTI-FIVA (Código Técnico Internacional da FIVA). Não serão admitidos veículos fora dos padrões acima mencionados, assim como, veículos comerciais, utilitários, caminhões ou caminhonetes além de motocicletas, de quaisquer espécies. Réplicas ou reproduções caracterizados como do Tipo C, do CTI-FIVA, não serão aceitos, somente recriações descritas no Grupo 4, Tipo E do CTI-FIVA, além de veículos não homologados pela FIA ou sem o passaporte original FIVA.

Pode haver publicidade no carro, com exceção da oficial?
Será permitida a fixação publicitária por parte do Time, em 4 locais diferentes do da porta dianteira acima ou abaixo do número, no tamanho máximo de 50cm x 14cm – não conflitante com os patrocinadores oficiais. Deverá haver apenas 2 (dois) adesivos – um de cada lado do veículo (antes da porta dianteira), com os nomes do piloto e navegador ou co-piloto, no tamanho máximo de 10cm x 40cm. Poderá haver apenas 2 (dois) adesivos representativos do clube de veículos clássicos, no tamanho máximo 10cm x 20cm. Não será permitido adesivo de patrocinadores no vidro dianteiro (pára-brisa), ou na parte frontal ou de acima da capota. Cada veículo é obrigado a ter nas portas os números de identificação, as publicidades oficiais e as duas placas instaladas (na parte da frente e na parte de trás do veículo), sob pena de desclassificação.

Quantos participantes por carro?
Apenas 2 – poderá haver duplas mistas e dupla feminina (neste último caso, haverá premiação especial).






Qual a velocidade a ser cronometrada?
Haverá duas médias de velocidade pré-estabelecidas e dispostas no Livro de Bordo (média baixa e média alta), porém, deve ser observado que todo veículo abaixo de 1.300cc deverá obedecer a média baixa. Todas as médias devem estar dentro do limite de velocidade estipulado para as rodovias percorridas. A diferença entre a média baixa e a média alta, será de 20%. A cronometragem será para velocidades até 50kph e dependendo do trecho até 80kph - em trechos de deslocamento, a velocidade a ser seguida será a permitida pelas autoridades de trânsito rodoviário ou urbano.

Pode haver instrumentos de navegação instalados no carro?
A princípio no veículo não pode ter ligado de alguma forma (dentre eles, mas não se limitando, a forma mecânica, eletrônica, elétrica ou por impulso magnético, eletromagnético ou eletromecânico), equipamento que não seja de fabricação original do veículo (com uma exceção), que sirva para auxílio na cronometragem de tempo combinado com a medição de metros / quilômetros / milhas. Ou seja, é vedado qualquer tipo de equipamento, speed-control, speed-pilot, hodômetros (extra) auxiliares, com aferição automática ou eletrônica, computadores de bordo, ligados de qualquer forma ao veículo, ou GPS com visor ligado ou não ao veículo. Estão inseridas neste conceito, redes bluetooth e wi-fi, ou qualquer tipo de conexão telefônica celular, por rádio ou remota.

Computadores tipo note ou net-book ou laptop; computadores portáteis tipo Palm-Hand, PDA, Palmtop ou Pockets PC ou similares (aparelhos, mesmo os celulares, com GPS e Bluetooth estão proibidos), além de calculadoras cientificas ou não, podem ser utilizados única e exclusivamente, para abrigar programas específicos de rallye e não podem estar conectados ao veículo, interferindo no hodômetro e/ou velocidade média. As permissões desta cláusula devem servir apenas para a Categoria Master A.

Contudo, será permitido à Categoria Master A o acoplamento de um único equipamento que ajude na precisão do hodômetro original, com display mecânico (proibido o uso digital e suas formas), como: Halda Twinmaster e Tripmaster; Aifab Dual e Gemini; Belmogtwin MKII e R; VH Minitrip, Trip e Triptwin; Retrotrip 2 e 3 Tripmaster.

Quais os itens que devem ser instalados ou colocados nos carros?
Os veículos deverão (obrigatório) estar equipados com, pelo menos, um extintor de incêndio, de carga não inferior a um quilograma, em perfeito estado de funcionamento e validade; macaco; chave de roda e triangulo refletivo

É indispensável chave geral (bipolar ou tripolar), para ligar e desligar a parte elétrica toda (localizada dentro ou fora do veículo, com chave removível ou não – padrão FIA).




Essa chave geral se estiver instalada dentro do carro, deve ficar ao alcance da mão (no painel, embaixo dele, etc.). E se for instalada no lado de fora, em lugar visível com aviso internacional (na carroceria, na grade da frente, etc.).


Contudo, não é obrigatório mas recomendável o não uso de roupas sintéticas para o Time; o uso de luvas com grip para o piloto; galão militar de combustível para 20 ou 10 litros; iluminação interna para navegação noturna; e, substituição do fluído do freio para DOT 5 ou 5.1. Para esse rallye não será necessário (mas recomendado) o uso de armações ou arco de segurança dentro do veiculo (conhecido como “Santo Antonio”), ou de uso de capacetes. São permitidos bancos dianteiros de competição (tipo concha) e cintos de segurança de 3, 4 ou 5 pontos, que não sejam (bancos e cintos), originais do veículo. Podem ser adicionados os seguintes itens não originais (contemporâneos ou de época): a-) faróis auxiliares de milha e/ou de neblina, além de um único farol auxiliar de neblina localizado na parte traseira do veículo; b-) sistema de pisca-alerta de todas as lanternas; c-) servo-freio; d-) alternador (substituindo o dínamo), fiação ou chicote elétrico, caixa de energia com disjuntores, reles, fusíveis, bobina e bomba de gasolina de reserva.

Um comentário:

  1. qual o roteiro do Rallye e quantos kms serao percorridos no total e por dia ?

    ResponderExcluir